Lançamento livro "Qualidade para Principiantes"

Loading...

domingo, 1 de novembro de 2015




Olá Caros visitantes,

Como facilmente se constata não tenho tido disponibilidade nem disciplina suficiente para manter este espaço activo.

No entanto se precisarem mais alguma informação sobre as actividades que estão em curso podem encontra-las em:

www.didaskou.com

ou

Lurdes Antunes, método Didaskou - δίδασκω


Obrigada e vemo-nos lá :)

domingo, 19 de outubro de 2014

Como ganhar com Sistema de Gestão da Qualidade?

Quando era miúda, divertia-me jogando à bisca ou à sueca com a minha família.
Nos primeiros jogos justificava todas as minhas derrotas com a falta de “trunfos”. Depressa percebi que nem sempre os trunfos faziam a diferença. Às vezes até tinha os trunfos e o resultado nem por isso era melhor.

Hoje raramente jogo às cartas, mas no “jogo” das actividades que desenvolvo (formação, consultoria e auditoria – Sistemas de Gestão da Qualidade e comportamentais) a realidade não é muito diferente. Também no mundo das empresas nem sempre ter mais trunfos implica automaticamente melhores resultados.

Senão analisemos o que se passa com a implementação de sistemas de gestão da qualidade; estamos todos de acordo, quanto ao facto de ser um trunfo. De peso por sinal!

Mas, tal como nas cartas, nem sempre significa que o jogo está ganho. Só ganhamos o jogo se conhecermos a totalidade das cartas, se soubermos as regras, se soubermos prever as jogadas do adversário, se monitorizarmos a evolução do jogo, se …, se,… 

Se pretende saber mais sobre os “Se’s” que podem mudar os resultados da sua organização venha conhecê-los connosco.

Consulte as nossas acções de formação em: http://eceein.wix.com/igrejanova

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

ISO 9001:2015 - Uma ferramenta de gestão?


Estive recentemente em mais uma formação com Nigel Croft, sobre a revisão da ISO 9001. Gosto de ir a várias formações sobre os temas que eu própria ministro de forma a enriquecer a minha abordagem.

Como sempre adorei o senhor.

É muito interessante ouvi-lo! É uma pessoa rigorosa mas com bom senso. E o bom senso, como ele próprio diz,  é uma coisa que escasseia.

É bom ouvi-lo dizer que não faz sentido que a gestão da qualidade seja separada da gestão da empresa, que não faz sentido que um Manual da Qualidade seja um "relambório" sobre os requisitos da norma, que não faz sentido que se definam papeis para auditor ver,...

Tantas coisas que escrevi no meu primeiro livro em 2007!

A revisão que está em curso torna claras muitas dessas coisas,  mas há uma coisa que é necessário que todos tenhamos consciências: a revisão da norma só por si não vai mudar cabeças!

Digo muitas vezes que esta área tem tanto de interessante como de frustrante.

Esta formação fez parte do interessante e desperta a minha esperança de que um dia a 9001 seja usada como uma verdadeira ferramenta de gestão.

Só o tempo o dirá!

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Avaliação da Eficácia da formação

Boa tarde,

A avaliação da eficácia é de facto um tema complexo, de que forma a definição de critérios é compatível com a norma OHSAS 18001? Esta norma estabelece que a formação relacionada com Higiene e Segurança devem ser avaliada. Se definirmos critérios como a carga horária e deixarmos algumas formações sobre esta matéria de fora estamos em incumprimento da norma?

Obrigado!





Olá,


Embora não trabalhe todos os dias com a OHSAS 18001  penso que ela obriga as organizações a identificarem necessidades de formação associadas aos riscos para a segurança e ao Sistema de gestão da segurança. Poderão ser sobre higiene e segurança ou outras. Também refere que deve ser avaliada a eficácia das acções desenvolvidas.


Não diz como nem poderia dizer, pois cada realidade é um caso.


A exigência da 9001 é a mesma que existe na 18001, por isso a forma de tratar o tema pode ser a mesma.


Não entendo a questão do critério,... Para fazer a avaliação da eficácia por amostragem?


Na verdade a generalidade das entidades certificadoras defende que devem ser avaliadas todas as acções realizadas.


Na minha opinião, como já tenho referido,  cada caso é um caso; as empresas são todas diferentes, o volume de formação que fazem é diferente, os métodos são diferentes ...


Existem situações em que a amostragem pode ser defensável outros nem por isso. Por exemplo uma empresa que faz 2 ou 3 acções de formação por ano para meia dúzia de colaboradores não faz muito sentido falar de amostragem.


Agora uma empresa que faz milhares de horas de formação ano, talvez já faça.


Ou seja, não consigo dizer sim ou não, depende da realidade. E mesmo assim ainda vai depender do olhar de quem audita :)









sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Programa e Plano de Auditoria

 É muito frequente a confusão entre Programa e Plano de Auditoria.

De acordo com a NP EN ISO 19011:2012 - Linhas de Orientação para Auditorias a Sistemas de Gestão;

PROGRAMA DE AUDITORIA
Conjunto de auditorias (uma ou +) planeadas para um dado período e com um fim específico; pode incluir auditorias a um ou mais sistemas de gestão, conduzidas em conjunto ou separadamente. Inclui todas as atividades necessárias para planear, organizar e conduzir auditorias, incluindo os recursos necessários. Tem em consideração a importância dos processos, áreas a auditar e resultados das auditorias anteriores.

PLANO DA AUDITORIA
descrição das atividades e dos preparativos de uma auditoria.

Ou seja; o Programa é o conjunto de auditorias que planeamos para um determinado período de tempo; o Plano é a descrição das atividades e preparativos de cada uma das auditorias incluídas no Programa.
O Programa dá-nos um planeamento geral; o Plano dá-nos uma visão especifica para cada auditoria.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Implemente ou Melhore o seu Sistema de Gestão da Qualidade


Segundo dizem os especialistas, a tendência para a próxima década, é que a implementação de Sistemas da Qualidade se estenda a todas as Organizações, seja qual for  a sua dimensão ou sector de atividade.

 
Este prognóstico não me surpreende, uma vez que os Sistemas de Gestão da Qualidade são uma ótima ferramenta para melhorar o desempenho das Organizações.

 

Seja proactivo!

 Defina e implemente o seu Sistema de Gestão da Qualidade ou melhore o existente.

 Poderá contar comigo para:
 

ü  Diagnóstico Inicial (gratuito e sem compromisso),

 ü  Definição e Implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade,

 ü  Desempenho da função de Gestora da Qualidade em regime de prestação de serviços,

ü  Criação da Bolsa de Auditores da Qualidade Internos e sua Formação,

ü  Preparação para as Auditorias Externas,

ü  Auditorias da Qualidade Internas.
 

Garantia Total de Resultados

 

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Uma partilha sobre pessoas fantásticas.


Esta semana tive um grupo de formandos com posturas diferentes do habitual:
 
  • Duas jovens com uma grande vontade de trabalhar e aprender;
  • Um jovem que entrou na sala dizendo que não entendia porque a qualidade tinha que se meter na sua área(marketing/comercial) e passado duas horas já estava a referir que afinal estava a ver mal as coisas,... e fez este reconhecimento de uma forma sincera mas bem humorada;
  • Outras duas jovens integradas em projetos muito interessantes e bem sucedidos que assumiram uma postura de participação, partilha e aprendizagem nem sempre comum em pessoas com percurso profissional feito.
Talvez eu seja pessimista ou não tenha andado a observar bem as pessoas, mas a verdade é que às vezes tenho a sensação que se perderam valores; humildade, respeito pelos outros, companheirismo, profissionalismo,... fico triste com esta sensação, questiono-me muito e torno-me critica sobre ela.
 
Não vos consigo dizer o quanto me deixa feliz encontrar pessoas assim!
 
Como se não bastasse, também esta semana uma jovem ligou-me a pedir se não eu não podia ser uma espécie de "professora" particular dela, porque precisa de ajuda na sua função e está disposta a pagar para que alguém a ensine em coisas concretas.
 
Tal como todos os outros eu tenho contas para pagar e não posso trabalhar de forma completamente gratuita mas a atitude desta jovem é fascinante. Antes que se coloque na postura de quem exige e critica ela quer aprender.
 
Foi uma semana maravilhosa! Não sei se o universo me colocou a ver de outra forma ou se o mundo está a mudar!
 
Seja o que for, deixou-me muito feliz.
 
 
 

sexta-feira, 22 de março de 2013

Objectivos da implementação de um Sistema da qualidade


Conhece este objecto? Como se designa? Para que serve? 
 

Na minha terra chama-se rodilha ou "sogra". É usada no transporte de carga, entre a cabeça e o peso que se transporta. O peso a transportar poderá estar num balde, num cântaro, num saco, num cesto, etc. Por vezes o fundo é rugoso e em contacto com a cabeça magoa.
 
Muito, digo-vos por experiência própria!

O uso da rodilha tem como primeiro objectivo diminuir a dor; ou seja tornar mais fácil a vida de quem transporta carga.
Fazendo uma analogia com os sistemas da qualidade; o primeiro objectivo da implementação de um sistema da qualidade é:

- Tornar mais fácil a vida da organização; daqueles que lá trabalham e daqueles que com ela se relacionam.
Gostaria de realçar que eu não disse tornar a vida mais "balda" ou mais simplista.
Quando implementamos um sistema da qualidade analisamos a forma como a organização funciona, identificamos os seus processos e as suas interacções, definimos políticas e objectivos, procedimentos,  regras para registos entre outras.
O conjunto destas actividades permite-nos, orientar todos os colaboradores de acordo com os objectivos estratégicos da empresa, simplificar circuitos, eliminar actividades repetidas ou supérfluas, criar registos que nos defendam em situações de conflito,... Resumindo torna mais organizada e segura a forma de trabalhar; torna mais fácil a vida da organização; dos que lá trabalham e daqueles que com ela se relacionam.

Mas a rodilha tem outra finalidade: garantir o equilíbrio da carga transportada em cima da cabeça. Mais uma vez comparando; um outro objectivo da implementação dum sistema da qualidade é:

- Criar Equilíbrio entre as várias áreas da organização, entre a organização e os seus clientes, entre a organização e os seus fornecedores, etc.
Ao definir regras, responsabilidades e autoridades diminuem-se conflitos e cria-se relações de vantagem mútua para as partes envolvidas.

sábado, 16 de março de 2013

Nem tudo o que é Qualidade vem na NP EN ISO 9001

Ao acordar, espreguice-se e sorria ao nascer do sol. Escolha a roupa e acessórios de acordo com o tempo e com o programa do dia e prepare-se para mais uma jornada. Confie, pois, aconteça o que acontecer, serão sempre aprendizagens
 Confiar é qualidade

 Repare nas pessoas que consigo se cruzam e manifeste-se feliz por isso. Cumprimente-as e esboce-lhe um sorriso.
 Ser educado e agradável para com os outros é qualidade

 Mantenha as suas coisas arrumadas e limpas. Quando as usar trate-as com cuidado e deixe-as organizadas de tal forma que, em futuras utilizações, se encontrem em bom estado e possam ser facilmente localizadas.      ·
 Ser organizado é qualidade

 Nao deixe que “estraguem o seu dia” ou até a sua vida, com informações incompletas e ou infundadas, vulgo “conversas de corredor”. Seja selectivo na análise do que ouve e se necessário reúna mais dados. Ouça factos, ignore suposições, ironias e deduções.
 Ser objectivo a ouvir e justo avaliar é qualidade

Quando alguém lhe pedir que lhe ensine a desenvolver uma actividade, não hesite em fazê-lo. Explique, fundamente, exemplique mas não a execute por quem pede.
Fazer os outros crescerem é qualidade

Seja um “Profissional de mão cheia” mas não deixe de ter tempo para se alimentar, cuidar da sua casa, ou simplesmente para andar um pouco a pé. Não existe nenhuma actividade que não possa (e deva) esperar pela reposição da sua energia.
Respeitar as suas necessidades é qualidade

Prepare-se para os seus compromissos considerando sempre que eles estão marcados 15 minutos antes, pois assim prepara-se para imprevistos e evita atrasos.
Ser pontual é qualidade.

Estude com seriedade os assuntos que tiver que defender perante os outros. Reuna informação e fundamente a sua opinião. Não seja um papagaio debitando teorias e ideias que não são suas. 
Ter opinião própria e fundamentada é qualidade

Nao assuma compromissos que não pode cumprir, só para deixar os outros felizes ou impressionados. Muito menos o faça em nome de outros colegas ou da sua empresa. Se não cumprir uma única vez, quebra, efinitivamente, confiança que levou anos a conquistar.
 Falar verdade é qualidade

Preocupe-se com o seu sucesso profissional mas não ignore a familia os amigos. No fim de contas são eles que estão lá quando a actividade profissional cessa por qualquer motivo.
 AMAR A FAMiLIA E OS AMIGOS é qualidade

sexta-feira, 8 de março de 2013

Mudar, ..

Hoje, a Gestão da Qualidade(no papel de quem a representa) de um dos meus clientes, contava-me com alguma tristeza a reacção de alguns dos colaboradores da sua empresa relativamente ao Sistema de Gestão da Qualidade.
 
Antes de avançar, importa salientar, que este cliente tem tido um empenhamento fora do normal. O Sistema de Gestão da Qualidade tem vindo a ser definido de forma a representar a realidade da empresa (como aliás devia acontecer sempre), em todos os aspectos. Só a titulo de exemplo os objectivos da Qualidade foram definidos e completamente integrados no Plano de Objectivos Estratégicos da Empresa e foram sucessivamente desdobrados de forma a que os seus indicadores possam medir o desempenho dos processos e, possam medir que realmente interessa à empresa.
 
Foram definidos procedimentos para os temas mais criticos independentemente de a NP EN ISO 9001:2008 os exigir ou não.
 
Tem vindo a ser realizadas acções de formação teórico-práticas com os trabalhadores da empresa de forma esclarecer sobre as novas metodologias e a identificar sugestões de melhoria.
 
É um percurso aparentemente normal e desejável mas poucas vezes o consegui levar à prática de forma tão completa e com tanto empenhamento da parte da Gestão da Qualidade da empresa.
 
Mas ainda assim "a minha" Gestão da Qualidade estava triste, porque foi acusada de ser demasiado preciosista, e de estar a fazer muito mais que o necessário, pois, dizia o acusador, existem muitas empresas certificadas que não fazem nada disso.
 
Enfim, tentei relativizar e explicar-lhe que são reacções normais durante um processo de implementação. A generalidade das pessoas pretende ver o seu trabalho reconhecido, acha que faz um trabalho com qualidade suficiente para que a empresa que representa venha a obter um certificado, mas em simultaneo pretendem que se mude o mínimo. De preferêcia nada!
 
Tenho uma outra cliente que costuma dizer "Quem muda, Deus ajuda!"
 
Eu espero que Deus tenha outro trabalho, porque se depender de ajudar quem muda.... especialmente quem muda  por sua iniciativa e de forma positiva,... é provável que tenha pouco trabalho :)
 
 

quarta-feira, 6 de março de 2013

Acção,... precisa-se



Li nalgum lado, ...  e decidi partilhar, ...


"O passarinho não canta porque está feliz; ele é feliz porque canta."

sábado, 2 de março de 2013

Venham sorrisos e acções positivas!

De facto os tempos não estão fáceis. De facto trabalhamos muito, pagamos muitos impostos e recebemos menos que há uns anos atrás.
 
É bem verdade!
 
Mas,... esta cultura do queixume e da crítica pela crítica não me parece ser o caminho.
 
Todos temos o direito e, diria que a obrigação, de avaliar o que se passa à nossa volta. Mas acima de tudo temos o dever moral de contribuir para a mudança positiva do mundo em que vivemos.
 
Tudo estaria bem melhor se a cada crítica correspondesse uma sugestão de melhoria, se a cada sugestão correspondesse uma acção... por muito, muito pequena que ela fosse.
 
A minha irmã costuma contar a seguinte história:
 
Era uma vez um passarinho que vivia feliz e contente numa floresta. Um dia veio um incêndio e toda a floresta ficou em pânico. Uns fugiram, outros observavam com angústia,... e o passarinho decidiu agir. Procurou um local com água e com o seu pequeno bico fazia percursos sistemáticos transportando a água para o incêndio.
 
Os restantes animais observavam espantados e e até com um ar de desdém e finalmente perguntaram ao passarinho:
- Mas tu achas mesmo que vais conseguir apagar alguma coisa com essas gotas minúsculas?
 
O passarinho respondeu:
- Na verdade não sei, mas eu faço a minha parte. Se cada um fizesse a sua, provavelmente o resultado seria bem melhor.
 
Será que nós não podemos, com uma simples gota, contribuir para um futuro melhor?
 
Sei que é ínfima a gota do que vos proponho, mas ainda assim quero fazer a minha parte,...
 
Pensem em pequenas coisas que estejam ao vosso alcance, levem-nas à prática e partilhem-nas.
 
Podem ser coisas tão simples como; dizer bom dia ao vizinho do lado, ou comprar uma couve ao pequeno agricultor que vem vender na sua rua, ou poupar nas compras, ou falar amavelmente com os outros, ou ajudar uma criança a atravessar a estrada,...
 
Façamos coisas positivas! e divulguemos. Se conseguimos contagiar nem que seja só uma pessoa, já vale a pena.
 
Esta é a minha primeira acção, mas voltarei em breve. :)
 
Venham sorrisos e acções positivas!

Curriculum

Detalhe Actividades Desenvolvidas

As mais populares!

1f

jun-12

(26/12/2007)